domingo, 1 de julho de 2012

Perco-me na poesia


O amor é o amor
O amor é o amor - e depois?!
Vamos ficar os dois
a imaginar, a imaginar?..

O meu peito contra o teu peito,
cortando o mar, cortando o ar.
Num leito
há todo o espaço para amar!

Na nossa carne estamos
sem destino, sem medo, sem pudor,
e trocamos - somos um? somos dois? -
espírito e calor!
O amor é o amor - e depois?!



Alexandre O´Neill


És tão difícil de definir...

3 comentários:

Mariana Rocha disse...

Poema perfeito *.* e porque é que ele não devia mexer contigo? Se é que posso saber..

Logan disse...

já fui apreciador de poesia, de há uns tempos para cá perdi grande parte do meu interesse infelizmente :(

Ângela Sousa disse...

Adorei o poema, mas não sou grande fã de poesia...