sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Epá, encontrei a minha vocação (ou não)

 Hum, acho que tenho futuro como astróloga. Sempre achei mais piada à astrologia do que à astronomia. Não sei, parecia mais interessante, agradável. Sempre fui uma pessoa racional e etc., mas a astrologia sempre despertou curiosidade em mim. Isto deve ser culpa da minha mãe e da minha avó, além doutras mulheres da família. A intuição feminina na minha família sempre funcionou bem na minha família, eu sou a única com uma intuição defeituosa, ou não fosse eu. O mulherio da minha família sempre gostou de investigar o lado oculto, digamos assim. Elas não andam metidas assim em coisas estranhas e maradas, atenção! Só que sempre acreditaram em algo mais. A minha mão acredita nos anjinhos por exemplo, querem saber qual é o vosso anjo? Perguntem-lhe! A minha avó sabe os santos todos para qualquer mal ou qualquer coisa, acha que deus existe, que é um facto. Eu acho que não, então ela diz que tenho o diabo no corpo, mas continuamos a gostar imenso uma da outra. Então, ao que parece, a "minha cena" é a astrologia. Não que leve isto mesmo à letra, mesmo à séria, é claro. Mas gosto de entreter-me com isto quando não tenho nadinha para fazer. Ainda hoje ao almoço, estive a explicar coisas a umas amigas. O que é engraçado porque dá sempre para rir um bocado. Chamem-me tola, mas cada um tem a sua pancada. Respeitem a minha! 

2 comentários:

ângelasousa disse...

Tola ? Oh! Porquê ?! Bem um dia tens que me contar esses segredos ocultos da Astrologia!

Carlota disse...

Adoro essas coisas todas místicas, depois tens que dar umas dicas aqui às pessoas :p