domingo, 20 de novembro de 2011

Não podia deixar passar este dia sem escrever algo sobre ti.



   Não recordo-me muito bem do primeiro em que te vi, confesso. Mas lembro-me bem de ficar sentada em frente a um rapaz na aula de E.V.T., eu era tímida até aos ossos e fiquei assustada. E se a professora pedisse um trabalho de pares? Han? Já estava a ver o filme... Ia engasgar-me toda e só dizer palermices. Para melhorar as coisas, a minha auto-estima estava dos 0% para baixo e achava que era a maior  aberração à face da terra. Mas tu não sabias isso e não sei bem como um dia começamos a falar, a falar, a falar e a falar.   Não sei porquê, eras o único com quem conseguia falar sem ficar com as pernas a tremer como gelatina. Os anos foram passado, fomos conhecendo-nos. Sabes perfeitamente que tinhas o poder de mexer com o meu sistema nervoso, tiravas-me completamente do sério! Enervavas-me mesmo! E eu era a pessoa mais calma neste mundo, mas tu tinhas esse dom. Eu, não era tão santinha assim e gostava de picar-te também. Gostava de ver a tua cara de amuado, adorava o sabor a vitória. Achava-te um cromo, mas mesmo assim gostava de ti. Mesmo depois de fazer os trabalhos todos por ti. Sim e não venhas cá com histórias que é mentira! Safei-te as costas muitas vezes a E.V., a inglês e a A.P. Já sei que vais reclamar, mas é a verdade! Gostava de vingar-me de todas as vezes que riscavas os meus cadernos e escondias as minhas coisas, de todas as coisinhas que fazias para ver-me descontrolada. Sempre gostaste de testar os meus limites. Se fosses outra pessoa, hoje nem sequer falava contigo. Mas por alguma razão fomos mantendo a amizade. És das pessoas mais complicadas que eu conheço, és como um quebra-cabeças complicado que a minha curiosidade teima em descobrir  como funciona. Quando eu penso que já conheço-te bem, tu baralhas-me e volto à estaca zero. Com o tempo descobri muitos outros lados teus que não sabia que tinhas, gostei desses lados. Penso que és como eu, constróis um muro à tua volta e não deixas qualquer um passar. Tive o prazer de conhecer alguns dos teus melhores lados. Apesar de teres defeitos, que tens, aprendi a lidar com eles. És forte, aguentas imensa coisa, é pena que guardes tudo para ti, isso é mau, consome-nos por dentro. Infelizmente também sou assim. Não gostas de demonstrar o teu lado fraco. Ainda não sei se conheço bem as tuas fraquezas, mas tu conheces bem as minhas. És das pessoas que melhor conhece-me, apesar de eu esconder imensa coisa. Consegues entrar no meu mundo com uma facilidade incrível, poucos conseguem isso. És das pessoas com quem mais gosto de falar, desde aquelas longas conversas sobre a vida aos piores disparates.  Confio cegamente em ti, guardar segredos é uma das tuas especialidades. És, para além da G., a única pessoa com quem consigo falar abertamente sobre o meu pai. Consigo baixar as guardas e abrir-me. Gosto do teu lado, mais selvagem, chamemos-lhe assim, eu ao contrário de ti, sou uma medricas. Por vezes gostava de ser mais como tu, ter coragem para atirar-me. Sinto-me segura quando falo contigo. 
  E muitas coisas mais podia escrever sobre ti, como desses-te ontem, ficava meio mundo escrito. Nunca mais saia daqui. Posso não ser a melhor amiga de sempre, posso tirar-me do sério imensas vezes, posso ser complicada como tudo, mas de uma coisa podes ter a certeza, és um grande amigo para mim, a nossa amizade representa imenso para mim. E mesmo tendo defeitos, sou única, como eu, desconfio que nunca vais encontrar. Sabes perfeitamente que podes contar comigo para tudo. Foram sete anos bem passados, han? Sete anos desde que te conheci. Há memórias que nunca vou esquecer, vou guardar muita coisa no coração. Até mesmo as memórias dos dias em que fazias-me perder a cabeça! E fico-me por aqui, porque tu nunca gostaste de ler muito. Não é o melhor texto que escrivi até agora, mas hoje faz anos, uma das pessoas mais importantes da minha vida. Parabéns!

                                                                                                                 "A menina dos dois lados"
                                                        

4 comentários:

Wild Things disse...

Oh, adorei o texto! Está lindo * e parabéns ao rapazinho. Beijinhos

ângelasousa disse...

Adorei :)
Parabéns ao rapaz :)

ângelasousa disse...

Ainda bem que o rapaz em questão existe, porque assim saem textos fantásticos como estes :)

Porque não podes ir ver Amanhecer?

Anónimo disse...

Adorei o texto que me escreveste!

Asério!!!

Eu tb nunca me vou esquecer de ti, NUNCA... das nossas conversas, das nossas brincadeiras, e da tua estupidez (xD)...

Apesar de Tudo Adoro-te!

Adorei a frase "menina dos dois lados"...

Ah e nao venhas com coisas, pq eu fazia tudo sozinho!!! xD Vá...ajudavas-me algumas vezes... PRONTO MUITAS VEZES ( o.0 )...

Mas o que eu gostava era de te "PICAR"... que gosto...Era o melhor nisso!!!


BEIJOS DO TAMANHO DO MUNDO!! :)