segunda-feira, 10 de junho de 2013

Os novos 13...

 Miúdas com não mais de 13 anos encostadas ao portão, na mão têm um cigarro aceso fazendo lembrar uma actriz francesa mas sem a classe, usam saltos altos (qualquer coisa abaixo de 10 cm é expressamente proibido!) mais caros que os meus sapatos todos juntos, usam camisolas idênticas e de preferência a mostrar o soutien, calções que mais parecem boxers de ganga (mesmo que estejam alguns graus abaixo de zero), usam mais adornos que uma árvore de Natal e mais maquilhagem que um travesti (E acreditem, há travestis mais bonitos que elas...). Ah! O uso de mochila é expressamente proibido porque isso é uma coisa de "pitalhada", uma mala onde só cabe o telemóvel e maço de tabaco serve perfeitamente. O tema de conversa é sempre o mesmo, desamores! Tão novas e tão fartas dos homens, são mulheres vividas depreendo eu... 

Pergunto-me...

Que é feito da malta que queria brincar no recreio e achava que beijar alguém era nojento? "Um línguado? Que nojo! Nunca!"?

Que é feito da malta que aparecia com a roupa toda suja e rota em casa de ter passado os intervalos a rebolar na relva, subir às árvores e jogar à bola?

Que é feito da malta que brincava na rua e achava que ter um Windows 98 era muito à frente?

Que é feito da malta que passava um Verão a pedir aos pais uma mochila da Eastpack porque eram as "mais fixes"?

Que é feito da malta achava que maquilhagem é coisa de gente grande e as coisas são bonitas é ao natural?

Que é feito da malta que acha que um bar ou uma discoteca é uma coisa para malta com mais de 18? "Para os cotas!"

Que é feito da malta que não perdia um DisneyKids e perdia a cabeça com séries como o Doremon?

Que é feita da malta que fazia festas de anos à tarde "porque assim dá mais tempo para brincar"?

Digam-me por favor, que ainda existe malta assim por aí! Estou a sentir-me velha...

3 comentários:

Mais um blog de gaja disse...

atualmente os miúdos "crescem" muito mais rapidamente. mais culpa da pressão da sociedade e dos media do que deles próprios.

é triste, mas criticá-los de nada serve porque só quem está "de fora" é que tem noção da alteração de mentalidades e estilos de vida que houve. para eles é normal.

eu sei que às vezes é muito difícil, faz-me imensa confusão ver miúdas tão novas já de cigarro na mão mas a única coisa que podemos fazer é educar os nossos futuros filhos e outras crianças que nos sejam próximas a não ser assim, a valorizarem as pequenas coisas e a viverem a infância ao máximo, sem deixar coisas para trás, sem deixar coisas por viver. porque a pior parte de crescer assim tão rápido, é chegarmos a velhos e sentir que nos faltou qualquer coisa quando éramos pequenos e perceber que já não há tempo nem condições para viver essas coisas.

http://maisumblogdegaja.blogspot.com/

Paulla disse...

concordo contigo e com o que a "Mais um blog de gaja" disse. mas eu ainda hoje me acho diferente das pessoas da minha idade xD a mim dá-me mais prazer fazer outras coisas que não ir para uma discoteca...

Iva Araújo disse...

Eu ainda acho as malas da Eastpack cool, arrependo-me seriamente de ter dado a minha à minha prima mas pronto... Geração perdida e a culpa é dos pais que permitem e dão tamanhas liberdades. Não me venha cá dizer que não há forma d controlar pq trabalho a tempo inteiro e blá blá blá. Enfim, é lamentável