quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Conclusões pós-Carnaval


  • Todos os anos acho que o Carnaval vai ser uma bosta mas sempre a achar que foi o melhor Carnaval da minha vida. 
  • Há amizades que são irrecuperáveis e que há coisas nas coisas não devemos remexer. 
  • Tenho os amigos mais idiotas do mundo e simultaneamente são os melhores do mundo. 
  • Tenho a mania que sou uma artista genial intelectual incompreendida, nunca mais misturo vodka e absinto. Fico demasiado alegre... 
  • Para o ano levo fantasias mais quentinhas. 
  • Para o ano levo menos dinheiro na carteira para beber menos e não ando aceito que rapazes me paguem bebidas. Pobres coitados, pensam que levam alguma coisa... 
  • Para o ano a G. dorme todos os dias cá em casa. 
  • Para o ano corremos os sítios todos como este ano. 
  • Para o ano o A. tem de estar ainda mais tempo connosco e o A. tem que vir sempre.
  • Para o ano as minhas amigas boas de Ermesinde têm que passar cá o Carnaval.
  • Para o ano não posso ficar na rua tanto tempo, isto de chegar a casa às oito e meia com o pequeno-almoço já tomado, acordar às 17 horas, troca-me toda. 
  • Again, nada de vodka e absinto. Mantenham-me longe dos shots... 
  • Ainda não foi este ano que comi um cachorro ou um churro recheado. 
  • Se um rapaz que aparentemente está bêbado puxar-me para dançar vou aceitar, a noite pode acabar muito bem. 
  • Já referi levar menos dinheiro e beber menos? 

2 comentários:

Logan disse...

tens mesmo de levar pouco dinheiro e pedir aos teus amigos para fazerem o mesmo, quem não tem dinheiro não tem vícios, sempre ouvi dizer :D

Iva Araújo disse...

Promessas! E eu digo sempre que vou levar menos dinheiro e tentar beber menos e não é que me oferecem bebidas? Não resulta... E foste mascarada de quê?