quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Conclusões retiradas de uma conversa de café

 Os homens às vezes são parvas, as mulheres às vezes são cabras. O amor é cego, às vezes surdo. Apaixono-me à séria poucas vezes, mas quando o faço apaixono-me estupidamente. Apaixono-me sempre por homens que irritam-me profundamente, amor-ódio quase. Não consigo manter por muito tempo uma relação com gajos demasiado "certinhos" e mentes retrógradas, deixa-me passada  da cabeça. Um meio termo é sempre melhor. Gajos e uma guitarra são uma perdição. Gosto imenso do meu espaço e da minha independência, não sou fã de cenas melosas e lamechas. Resumindo e confundindo, o amor é fodido. 

2 comentários:

Iva Araújo disse...

OMG, isto sou tão eu... É que não tenho palavras ;)

Miguel Silva disse...

Os homens são animais de impulsos não de razão.