sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

O dia em que escrevi pela primeira vez sobre ti

 Tenho receio de estar a criar uma grande ilusão na minha cabecinha tonta, tenho muito. Mesmo assim, corri que nem uma doida (qual atleta, qual quê?) pelo centro da cidade até a paragem de autocarro (a "dele"). Só na esperança de... nem sei bem. Hoje entrei no café para almoçar, estava tudo cheio, ironia do destino a única mesa disponível era a em frente da tua. Sentei-me, ia ficando com o pescoço torto. Passado uns minutos, todos foram embora, menos tu. Pela primeira vez na vida, não importei-me nada de esperar tanto pelo meu almoço. A confusão e a correria normal do café passou-me completamente ao lado. Aos poucos e poucos vão conhecendo cada vez coisas sobre ti. Algum dia, a mesa do café em qual vou sentar-me para almoçar vai ser a tua, fica aqui escrito. Vais ver! Talvez sejam um erro, mas quero tentar. 

4 comentários:

Sweet Hell disse...

Ohhh estás in love ;) boa sorte!

éme disse...

tão querido ^^
na volta nem vai ser um erro, e vale a pena tentar :)

Diogo Marques disse...

Isso é que é amor! E deixa-lá, não precisas de ser nenhuma megan fox ( por acaso nem a acho nada de especial), apenas tens que ser tu própria. Se ele não gostar de ti por isso, então também não vale a pena. E lembra-te, arrepende-te do que não fazes...e nunca do que fazes!

ângelasousa disse...

Adorei :)