sábado, 15 de outubro de 2011

 Se isto acontece-se há uns tempos atrás, iria detestar-me. Sempre foi uma pessoa cheia de metas, objectivos, tudo planeado ao pormenor, muito organizado. Sempre disseram-me que pensava demasiado, era movida pela ansiedade. A verdade é que hoje dei por mim a pensar que não sei muito o que raio fazer à minha vida. É bom ter planos, os sonhos fazem-nos mover. Mas a vida mudo imenso, passamos a vida a mudar. Hoje não quero o mesmo de ontem, amanhã e depois vou mudar de ideias. É por isso que em cima da mesa coloquei várias possibilidades, que de uma forma ou de outra têm algo em comum. Se isto acontece-se há uns tempos, iria abaixo de novo. Nunca percebi muito as pessoas que não querem nada da vida, que não sabem o que vão fazer com a vida. Eu estou aqui por algum motivo e espero já te-lo encontrado. Não é bem saber o que não se quer, é mais optar por algo. Dei por mim a pensar o que era feito dos sonhos antigos, apercebi-me que alguns sonhos que foram esquecidos no tempo, voltaram. E porque não tentar? Não me resta outra opção por agora senão viver um dia de cada vez. A vida aborrece-me por vezes. Mas também, se não houvesse mudanças e tudo não passasse de uma grande monotonia, não era feliz. Pois não? Estou a ponderar algumas decisões, algumas mudanças. Não sei se vou arrepender-me ou não, mas quero tentar, vou tentar. Quero cometer os meus próprios erros, arrepender-me e aprender com isso. Quero ir atrás da felicidade, quero ser capaz de sonhar mais alto. Tomar as minhas decisões. Não tenho pressa de chegar à meta, dizem que o mais importante é caminho percorrido.

1 comentário:

ângelasousa disse...

Eu acho que fazes muitíssimo bem :)